Sem título, sem propósito.

Ao cair da noite ensolarada, senti aquela vontade forte de escrever. Não
pensei em um tema, minha mente permanecia sem ideias.

Não queria falar do sol brilhante nem dos pássaros cantando lá fora,
muito menos das flores que enfeitam meu jardim, nem Do dia corriqueiro que
tive, tão pouco.

Tentei pensar em algo para me inspirar. Uma música, talvez. Não obtive
sucesso, as únicas que viam em minha mente eram em japonês, e, não domino
o idioma.

Lembrei da última leitura que fiz e decidi fazer uma resenha, mas logo a
ideia foi descartada, pois, aquele não era um dia para resenha de livro.

Decidi, por fim, escrever frases sem algum propósito ou sentido, que
dariam forma há um texto sem regras. Não queria escrever sobre nada, mas
falar sobre alguma coisa. A vontade de escrever, que chega, insiste, me
desespera para criar algo. Ela faz isso comigo, não para de gritar
palavras na minha mente enquanto eu não as coloco no word. Se, esse
texto é sem sentido, somente composto por palavras vazias, não culpe a
mim, eu redigi, sim, mas comandada pela vontade de escrever.

Anúncios

4 pensamentos sobre “Sem título, sem propósito.

  1. Douglas disse:

    Boa tarde Anclier (acertei seu nome?rs)
    Adorei o conto, muito legal. As vezes a ausencia de palavras nos az ter palavras.

    Otimo conto, continue assim. 🙂

  2. Leandro Franciscato disse:

    Muito bom Isso aqui.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s