QUANDO FALO DE MODISMO

Tenho reparado, quando entro no facebook principalmente, que basta algum assunto ser polêmico, ou alguma matéria no jornal ser fantástica demais pra não ser notada que muita gente começa a comentar como se fosse a voz da razão, o que muitas vezes, não passa de um senso comum infiltrado na mente das pessoas que se dizem formadores de opinião.

E é por aí que surgem as discussões mais repetitivas do mundo, por muitas vezes sem nada pra acrescentar, com metade das pessoas compartilhando a mesma opinião, só trocando uma palavra ou outra em seus argumentos, e a outra metade rebatendo com argumentos que por muitas vezes não fazem sentido algum.

Para exemplificar o que quero dizer, vou pegar o casamento entre pessoas do mesmo sexo, aprovado como lei em todas as regiões nos  EUA

Muita gente estava a favor e muita gente contra, dentre os contra ouvi muito coisas como deveriam estar combatendo a fome, e dentre os a favor a resposta era quase sempre, uma coisa não anula a outra, e só.

Claro que teve gente que expressou idéias bem relevantes, mas, se eu não estou errada, foram poucas, se comparadas as pessoas vítimas do  senso comum que sentiram necessidade de comentar a respeito e decidem que precisam argumentar, para defender um ponto de vista, porque o assunto está na moda e não pode ser deixado de lado.

Entendo que sim, defender uma ideia é importante, até porque não estamos na ditadura de boca e olhos fechados para tudo, nem precisamos aceitar as coisas simplesmente porque estão ali, mas, acredito que as pessoas deveriam ler, assistir, e discutir  mais antes de publicar algo a respeito de qualquer coisa, pois, não estarão sendo formadores de opinião e sim formadores de senso comum, dizendo o que todo mundo já sabe.

É muito mais produtivo argumentos objetivos, claros e construtivos do que discussões sem algum fundamento, além de provocações,   que não acrescentam nada na vida de ninguém

É preferível ler algo com conteúdo, argumentos, objetivos e idéias claras sobre o que o autor, blogueiro está querendo dizer, mesmo que o assunto passe a ser da moda e que talvez caia no esquecimento , ao menos contribuirão para o raciocínio de alguém, ajudarão uma pessoa a correr a trás de algum conhecimento, e que sim, mostrarão que podemos ter opiniões sobre algo, expressando a través da escrita, não somente dela mas por meios orais, também.

Ideias embasadas, são capaz de nos fazer correr a trás do que pensamos para tirarmos nossas próprias conclusões e compartilhar com o outro, consequentemente, aprender com ele algo significativo.

Como exemplo quero deixar um link de uma blogueira, que ficou um tempo , refletindo e aprendendo sobre um certo assunto para depois, escrever o texto.

O link que vou compartilhar mostra como faz diferença se informar sobre o que quer se expressar, leiam todo o texto, se fizeram o favor de chegar ao fim deste, porque sim, é relevante e garanto que levarão vocês a pensarem  sobre alguma coisa, ao menos.

Link Aqui

Anúncios

Um pensamento sobre “QUANDO FALO DE MODISMO

  1. danamartins disse:

    Obrigada por indicar o texto ❤ Fico feliz em saber que o que eu aprendi, e como eu aprendi, serviu para outras pessoas também. 🙂

    Eu passo longe do facebook. Mas curiosamente, meu irmão diz que adora essas discussões e que aprende muito nelas.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s